Ricardo Moreira foi homenageado e viveu um “dia especial”

Ex-capitão do andebol recebeu uma camisola assinada por Pinto da Costa antes do início do jogo com o Füchse Berlim

 

Ricardo Moreira foi homenageado este sábado, antes do início do jogo entre o FC Porto e o Füchse Berlim, a contar para a Taça EHF, no Dragão Caixa. O antigo capitão da equipa de andebol, que trocou esta época a carreira de jogador pela de treinador (nas equipas B e de juniores azuis e brancas), recebeu várias ofertas, entre as quais uma camisola azul e branca, assinada por Jorge Nuno Pinto da Costa.

O antigo ponta-direita foi ainda presenteado com uma camisola da seleção portuguesa e uma braçadeira de capitão (um acessório que já não faz parte da modalidade) com o seu número, oferecida pelo guarda-redes e ex-colega Hugo Laurentino. Para além do presidente, estiverem presentes no recinto de jogo, por parte do FC Porto, o vice-presidente Adelino Caldeira, o diretor António Borges e Manuel Arezes, também um ex-companheiro de equipa.

“É um dia especial, diferente. Não esperava nada disto que o clube vai fazer. Espero que se possa repetir com muitos outros atletas como eu, que dedicaram a vida ao clube e que serviram o FC Porto com a mesma alegria e motivação que eu senti”, afirmou Ricardo Moreira, minutos antes deste momento, ao Porto Canal.

Ricardo Moreira é um dos melhores e mais titulados andebolistas de sempre do FC Porto, que recebeu o Dragão de Ouro de Atleta de Alta Competição referente a 2008/09. Chegou ao clube em 1997, após os primeiros anos de formação no CPN, de Ermesinde, e foi por sete vezes campeão nacional (entre 2008/09 e 2014/15), sendo um dos três atletas que estiveram presentes em todas as temporadas do hepta (os outros são Hugo Laurentino e Gilberto Duarte). Para além disso tem no palmarés duas Taças de Portugal (2005/06 e 2006/07), três Supertaças (2001/02, 2009/10 e 2014/15) e duas Taças da Liga (2004/05 e 2007/08).

No extensíssimo currículo de Ricardo Moreira, 100 vezes internacional por Portugal (60 das quais pela seleção principal), cabem ainda uma Taça de Portugal júnior (1999/00) um Torneio das quatro Nações, no escalão de Sub-20 (2002), e participações na fase de grupos da Liga dos Campeões e Taça EHF. Individualmente, foi considerado o melhor jogador do Campeonato Nacional em 2009/10 e foi o melhor marcador em 2010/11.

Fonte: FC Porto