Soares encantou adjunto da canarinha

OBSERVAÇÃO Sylvinho foi ao Dragão ver Felipe e Alex Telles, mas gostou foi do atacante e quer vê-lo novamente

Sylvinho, um dos adjuntos de Tite na seleção brasileira, assistiu anteontem ao triunfo do FC Porto sobre o Sporting e ficou impressionado com a atuação do estreante Soares. O JOGO apurou que o antigo lateral-esquerdo de Corinthians, Celta de Vigo, Arsenal e Barcelona esteve no Dragão para acompanhar Alex Tel lese, principalmente, Felipe, mas deixou o estádio comafazer uma análise mais detalhada do avançadorecém-contratado ao V. Guimarães, autor dos dois golos da vitória portista e natural destaque do jogo. O avançado suscitou interesse e merecerá novas observações, até porque o Brasil continua à procura de soluções ofensivas que recuperem os grandes pontas de lança do passado daquela seleção.

Tite, selecionador do Brasil, agendou a viagem ao Porto, mas os planos mudaram e acabou por enviar o adjunto. De Portugal leva um novo nome

No fim de outubro do ano passado, Tite estava decidido a fazer uma viagem à Europa entre dezembro e janeiro para ver de perto as exibições de possíveis selecionáveis, entre eles jogadores de FC Porto e Benfica, mas o acidente com o avião da equipa do Chapecoense fez o treinador alterar a programação. Isso porque, poucos dias depois, a CBF (Confederação Brasileira de Futebol) resolveu marcar um jogo particular entre Brasil e Colômbia, em homenagem às vítimas da tragédia e disputado apenas por atletas que jogam nos respetivos países.

Apesar do alto rendimento nos últimos jogos, Alex Telles e Felipe têm forte concorrência na seleção brasileira. Marcelo (Real Madrid) e Filipe Luís (Atlético de Madrid) são vistos como “indiscutíveis” na esquerda. Jorge, que recentemente trocou o Flamengo pelo Mónaco, num negócio intermediado por D eco, curiosamente o mesmo agente de Soares, também está em alta com a equipa técnica. No centro da defesa, Miranda (Inter de Milão), Marquinhos (Paris SG), Thiago Silva (Paris SG) e Gil (Shandong Luneng) são outros que não têm dado espaço aos rivais. Rodrigo Caio (São Paulo) e Geromel (Grémio) vêm logo atrás na lista de preferência, além de David Luiz (Chelsea), que voltou a chamar a atenção depois do regresso às boas exibições no líder da Premier League.

A próxima convocatória de Tite será realizada no início de março, tendo em vista as duas partidas seguintes do apuramento para o Mundial’2018, contra Uruguai e Paraguai, nos dias 23 e 28 do mesmo mês, respetivamente. Soares terá de continuar a mostrar-se ao nível da estreia pelo FC Porto para ter uma oportunidade, seja em março ou num futuro mais distante. Mas, do nada, ganhou o direito a sonhar. Com esta é que Sylvinho não contava. O relatório de observação chegará a Tite…

Sylvinho treinou Alex Telles no Inter

Sylvinho (42 anos) foium lateral de eleição e a sua carreira só conheceu clubes grandes. Estreou-se no Corinthians como profissional em 1994 e cinco anos depois foi transferido para o Arsenal, onde jogou duas épocas a grande nível. A mudança para o Celta de Vigo, em 2001, acabou por surpreender, mas o brasileiro rapidamente encontrou um novo grande para continuar a competir: em 2004 mudou-se para o Barcelona e por lá ficou até 2009. Já perto do fim da carreira, ainda foi fazer 15 jogos ao Manchester City, antes de se retirar e virar… treinador adjunto. Primeiro do Cruzeiro, depois do Sport Recife, Náutico, Corinthians e, a seguir, Inter de Porto Alegre, onde conheceu e trabalhou com Alex Telles, que agora observa na qualidade de adjunto da seleção, que representou seis vezes como jogador.

Fonte: Ojogo