Sub-19 estão nos “oitavos” da Youth League

Vitória caseira por 2-1 sobre o Mónaco na sexta e última jornada do Grupo G

 

A equipa de Sub-19 do FC Porto recebeu e venceu o Mónaco por 2-1, garantindo o primeiro lugar do Grupo G e, consequentemente, o acesso direto aos oitavos de final da UEFA Youth League. No jogo disputado ao início da tarde desta quarta-feira, no Estádio Luís Filipe Menezes, os golos dos portistas foram apontados por Rui Pires (42m) e Madi Queta (66m) que permitiram aos portistas dar a volta marcador, inaugurado por Alioui (25m).

No Olival, assistiu-se a uma primeira parte equilibrada e com poucas jogadas de perigo junto das balizas. Os monegascos apresentaram-se com um bloco muito compacto, formando uma parede que o FC Porto sentiu muitas dificuldades em ultrapassar, e apostaram no contra-ataque, de forma a tirar proveito da velocidade da sua linha avançada. E foi assim que inauguraram o marcador, quando Alioui disferiu um remate forte e colocado à entrada da área na sequência de um ataque rápido dos franceses (25m).

Com este resultado, os Dragões caíam para no segundo lugar do grupo, que os obrigava a jogar o playoff de acesso aos oitavos de final, e foram à procura do empate, que acabou por aparecer perto do intervalo através de um disparo à entrada da área de Rui Pires (42m). Logo a seguir, Santiago Irala teve nos pés a oportunidade de dar a volta ao marcador, mas o remate não levou a melhor direção, pelo que o marcador não sofreu mais alterações até ao intervalo.

A segunda parte começou com as duas equipas a ameaçar o golo – primeiro foi o Mónaco por Thuram Ulien, depois foi o FC Porto por Afonso Sousa, que viu o remate defendido Misfoud (56m). Mais eficaz foi Romário Baró que aproveitou um erro da defesa francesa para colocar os azuis e brancos pela primeira vez na frente (66m) – foi o terceiro golo do avançado nesta edição da Youth League, o quarto na presente temporada, que sentenciou a partida que no segundo tempo foi totalmente dominada pelos Dragões.

No final do encontro, João Brandão considerou que o FC Porto ganhou o jogo “pela paciência pelo rigor e por acreditar muito na sua forma de jogar” e projetou o futuro na prova. “A partir de agora cada jogo é uma final, porque é a eliminar. Queremos muito chegar onde nunca chegámos, sabendo que para isso temos que ganhar o próximo jogo desta competição e temos que continuar a trabalhar da mesma forma que temos vindo a trabalhar, quer no campeonato quer na Youth League”, afirmou o treinador em declarações ao Porto Canal.

FICHA DE JOGO

FC PORTO-MÓNACO, 2-1
Youth League, 6.ª jornada, Grupo G
6 de dezembro de 2017
Centro de Treinos e Formação Desportiva, Vila Nova de Gaia, Porto

Assistência: 306 espetadores

Árbitro: José María Sanchez Martinez (Espanha)
Assistentes: Javier Rodriguez e José Gallego Garcia (Espanha)
Quarto árbitro: João Matos (Portugal)

FC PORTO: Diogo Costa (g.r.); Diogo Dalot, Diogo Queirós, Diogo Leite, Diogo Bessa, Rui Pires, Moreto Cassamá (cap.), Santiago Irala, Romário Baró, Madi Queta e Afonso Sousa
Substituições: Romário Baró por Paulo Estrela (70m), Madi Queta por Mateus Santos (70m), Afonso Sousa por Mamadu Lamba (90+1m)
Não utilizados: Ricardo Silva (g.r.), Pedro Justiniano, Fábio Vieira e Junior Maleck
Treinador: João Brandão

MÓNACO: Mifsud (cap.), N´Gakoutou, Silva, Kote, Badiashile Mukinayi, Diallo, Abanda Mfomo, Antognelli, Sylla, Alioui e Thuram Ulien
Substituições: Badiashile Mukinayi por Zerkane (46m), Thuram Ulien por Massengo (65m), Abanda Mfomo por Toutain (84m).
Não utilizados: Hagege (g.r.); Biancone, Gouano e Mbock
Treinador: Frédéric Barilaro

Ao intervalo: 1-1
Marcadores: Alioui (25m), Rui Pires (42m), Madi Queta (66m)

Disciplina
: cartão amarelo a Romário Baró (28m), Zerkane (59m), Diogo Queirós (63m), Silva (67m), Moreto Cassamá (72m) e Diallo (85m)​

FONTE: FC Porto