Já viste este telemovel igual ao Galaxy S8, Octacore, Camara 16Mp da Sony, Touch ID...etc por APENAS 100€? Visita o nosso link e não pagas portes de envio nem taxas alfandegárias!

CLICA AQUI

“Vamos conquistar títulos”

SOARES O avançado assinou por quatro temporadas e meia, com uma cláusula de rescisão de 40 milhões de euros

Soares deixa o V. Guimarães após 22 jogos e nove golos marcados. No Nacional, em época e meia, fez 49 jogos e 16 golos

Nas primeiras palavras pronunciadas com a camisola do FC Porto, o brasileiro apelou aos adeptos para acreditarem na equipa, prometendo alcançar grandes vitórias neste novo desafio

O FC Porto oficializou ontem

a contratação de Soares ao V. Guimarães, conforme O JOGO já tinha noticiado. O avançado assinou por quatro temporadas e meia, com uma cláusula de rescisão de 40 milhões de euros. Depois de realizar os habituais exames médicos, o jogador assinou e fez as primeiras declarações a O JOGO envergando a camisola azul e branca. “Estou preparado, com a cabeça focada nos objetivos do clube. Vamos conquistar títulos, tenho a certeza disso”, comentou.

Aos 26 anos, o brasileiro alcançou um patamar há muito desejado. “É um passo muito importante para mim, pela grandeza do clube e pela história. É um grande sonho. Estou muito feliz. Quero agradecer a todos os envolvidos”, acrescentou. Soares define-se como um jogador que disputa todos os lances até ao fim e que não gosta de desistir. “Comigo não há bolas perdidas. Vou dar o máximo para ajudar o clube, pela grandeza do FC Porto”, prometeu, assegurando ter “ainda muito para evoluir”.

Os azuis e brancos chegam a esta fase da temporada com quatro pontos de desvantagem para o Benfica, que lidera o campeonato, mas o avançado não desarmou. “A segunda voltado campeonato começou agora, há muito campeonato para jogar e o FC Porto vai lutar pelo título”, sublinhou.

André Silva tem sido o goleador de serviço e, com Soares, a equipa fica com mais soluções, podendo os dois formar uma dupla muito forte, mas o reforço foi por partes: “O André Silva está num bom momento, é um grande ponta de lança, tem um futuro brilhante pela frente, mas isso não depende só de mim; depende do treinador. Vou fazer o meu trabalho respeitando os meus companheiros e aceitando aquilo que o treinador decidir.”

No imediato, o mais importante para Soares é simples: “Que os adeptos acreditem na equipa, porque tenho a certeza de que vamos alcançar grandes vitórias.”

Além da luta pelo campeonato, na qual o brasileiroo empenho, dentro de poucas semanas Soares terá a oportunidade de disputar a Champions. “É um sonho de criança. Todos sonhamos ouvir esse hino, mas vou trabalhar focado e tenho a certeza de que se o treinador contar comigo, estarei à disposição dele ”, confessou,independente mente de serpa raform ar dupla com André Silva ou para jogar só na área: “Éindi ferente. Posso sair da área se for necessário, mas para mim não faz diferença.”

Suspenso contra o Estoril, estreia fica adiada para o Sporting

Soares viu o quinto cartão amarelo no último jogo pelo V. Guimarães, contra o Braga, pelo que não estará à disposição de Nuno para a deslocação do FC Porto ao Estoril, já no sábado. O brasileiro só poderá ser opção para o treinador do FC Porto na receção ao Sporting, no clássico agendado para a próxima semana. “Vou ter uma semana para trabalhar e conhecer o plantel, mas é como disse: na hora em que o treinador precisar de mim estarei pronto para ajudar a equipa”, garantiu. A fazer a terceira temporada em Portugal, Soares só terá mesmo de se adaptar ao futebol praticado pelos dragões. “O FC Porto é grande, tem uma grande estrutura, é um clube acima da média, tem tudo para dar certo. Vou focar-me nos objetivos da equipa, vai dar certo”, respondeu o avançado, cheio de entusiasmo pelo passo dado.

Soares integra o primeiro treino sob as ordens de Nuno hoje, dia de regresso ao trabalho

Soares fará hoje a estreia nos treinos do FC Porto, no centro de treinos do Olival, sessão que terá 15 minutos abertos à comunicação social. O avançado ainda não fará parte dos planos para o Estoril, jogo no qual vai cumprir suspensão, mas poderá aproveitar para iniciar a sua adaptação ao FC Porto e aos métodos de Nuno Espírito Santo, que passa a ter um argumento de peso para reforçar o ataque da equipa, numa altura em que aquele sector sente dificuldades para chegar aos golos. O brasileiro passou nos exames médicos – tinha defrontado o Braga, na véspera, pelo que não podia chegar ao FC Porto em melhores condições físicas. A integração deverá decorrer rapidamente, até porque o avançado está bem identificado com as exigências do clube.

SOARES

“A segunda volta do campeonato começou agora, há muito campeonato para disputar e o FC Porto vai lutar pelo título. Estou focado nos objetivos do clube”

“Vou ter uma semana para conhecer o plantel”

“Compareçam nos jogos e acreditem na equipa. Tenho a certeza de que vamos alcançar grandes vitórias”

“Tenho-me preparado ano após ano, mas tenho a certeza de que ainda vamos fazer uma grande época juntos no FC Porto”

“Não sou de desistir, comigo não há bolas perdidas”

CURIOSIDADES

Despiu a camisola 18 para envergar a 29

Soares vai alinhar com a camisola 29 no ataque do FC Porto. Depois de ter vestido a número 18 na época passada, pelo Nacional, e esta temporada pelo V. Guimarães, o brasileiro ficou com a 29, até porque a número 18 já tinha sido atribuída a João Carlos Teixeira no plantel atual.

Saiu a chorar do jogo de despedida

Quando marcou ao Braga, no jogo que aproximou os rivais minhotos, Soares já sabia que estava a vestir a camisola vimaranense pela última vez. O avançado não conteve as lágrimas e saiu do campo a chorar, ainda que timidamente, num gesto que não deixou ninguém indiferente a dois aspetos: ao sentimento que o avançado leva de Guimarães e à inevitabilidade do adeus.

Adeus ao Berço será esta tarde

Soares começa a treinar já esta manhã no Olival, mas ainda voltará a Guimarães para recolher os últimos pertences e, acima de tudo, para se despedir dos colegas com quem partilhou o melhor período desportivo desde que chegou a Portugal.

Menos jeito para cantar do que para marcar

O goleador era um dos principais animadores do balneário vimaranense e um dos que mais cantavam, acompanhado na maioria das vezes por Raphinha, um dos melhores amigos no plantel vitoriano e aquele com quem costumava festejar os golos, habitualmente com uma peitaça. Quanto às cantorias, o que parece é que era mais a vontade do que o talento…

Doze clubes na rota para o Dragão

Depois de completar a formação no Corinthians Alagoano, em 2009, Soares passou por América, Botafogo Pernambucano, Sousa, Paraibano, Cerâmica, Treze, Veranópolis, Pelotas, Lucena, Nacional e V. Guimarães até chegar ao FC Porto. Nunca esteve mais de ano e meio num clube.

Fonte: Ojogo