Veja aqui os documentos como o Benfica tenta comprometer o Presidente da APAF…

ESCÂNDALO no futebol Português: Benfica tenta condicionar dirigente da APAF

Numa troca de emails divulgada ontem pelo Francisco J Marques, foi demonstrado que Luciano Gonçalves quis comprar “bilhetes baratos” para o Benfica-Marítimo para o centro recreativo da aldeia de onde é natural. As entradas acabaram por ser oferecidas, apesar de Paulo Gonçalves, assessor jurídico da SAD encarnada, entender que o presidente da APAF “não é de confiança total”.

Fica assim provado peloo FC Porto, através do Francisco J. Marques, que o Benfica tentou condicionar o presidente da APAF. Como podem ver nas imagens mais abaixo, foi exibida uma troca de correspondência electrónica que começa com um pedido de Luciano Gonçalves para comprar 50 “bilhetes baratos” para que o Centro Recreativo de Alcanadas, a aldeia da Batalha de onde é natural, pudesse levar ao recente Benfica-Marítimo pessoas que, de outro modo, não teriam como ir ao estádio. O que os portistas entendem que “deve ser investigado” é o tratamento dado a este pedido”, que resultou na oferta de 50 convites – remetidos directamente à colectividade em causa e não ao presidente da Assembleia Geral desta, que se dispusera a comprá-los.

De acordo com o que foi exibido pelo Porto Canal, o email de Luciano Gonçalves, datado de 10 de abril, é remetido por Ana Paula Godinho, responsável pelo protocolo do Benfica, ao administrador Domingos Soares Oliveira. Este defende que “o ideal é que o pedido seja feito por outra pessoa lá da aldeia” e deixa o assunto ao critério do assessor jurídico Paulo Gonçalves. Este começa por revelar algumas reservas. Escreve que o presidente da APAF “não é uma pessoa de confiança total”. “Tem feito oposição a algumas posições do nosso interesse”, sublinha, mas faz também notar que Luciano Gonçalves “será uma das testemunhas em processo do nosso interesse”.

O assunto é arrumado com a decisão de comunicar ao Centro Recreativo de Alcanadas que o Benfica enviará 50 convites para o jogo com o Marítimo.

Francisco J. Marques elogiou a “atitude nobre” de Luciano Gonçalves por “prestar um serviço social aos seus conterrâneos” e até o convida a levá-los ao Dragão, com uma garantia: “O FC Porto não fará nada às escondidas”, ao contrário do Benfica, que “aproveitou-se disso para tentar comprometer o presidente da APAF”.